10º Primavera de Museus

convite-10a-primavera-de-museusNa próxima terça-feira (20/09), a partir das 9h30, será realizada no saguão do Palácio da Aclamação, em Salvador, solenidade de abertura da 10ª Primavera de Museus e divulgação da campanha do Cinquentenário do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). O evento contará com a presença do secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal, de dirigentes de órgãos municipais, estaduais e federais, arquitetos, museólogos, gestores e produtores culturais, restauradores, artistas e personalidades baianas, dentre outros participantes.

Na programação haverá o lançamento do Aplicativo do Patrimônio Cultural da Bahia para o Google Maps. Será anunciada ainda a continuidade da campanha #MusEuCurto até o verão 2016/2017. Logo depois, já na área verde do Passeio Público, ao lado do Palácio, serão plantadas 20 mudas de palmeiras imperiais por integrantes da Associação de Pais e Amigos de Pessoas Portadoras de Deficiência dos Funcionários do Banco do Brasil (Apabb). Durante a 10ª Primavera de Museus serão plantadas ao todo 250 árvores nos museus ligados à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), da capital e do interior. Ainda na programação do dia 20, apresentação de teatro de fantoches com os Mascotes do IPAC.

Para o secretário de Cultura, espaços públicos como os museus são como escolas, de extrema importância para a formação cultural e cidadã de cada indivíduo. “Penso nos museus como espaços culturais que abrigam aulas de história para quem quiser aprender. A meu entender, a Educação é uma das vertentes da Cultura, que compreende todo o patrimônio criado pelo Homo Sapiens, esse descomunal legado: ciência, religião, arte, língua, valores, jeito de andar. Os museus reúnem fatos da História e da Cultura ao longo do tempo. São casas civilizadoras”.

ECONOMIA DA CULTURAA Primavera de Museus é um evento nacional que acontece há 10 anos, coordenado pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) do Ministério da Cultura (MinC), até o dia 25 de setembro, em todo o país. Neste ano, a temática é ‘Museus, Memórias e Economia da Cultura’, e já congrega 753 museus que oferecem mais de duas mil atividades. Na Bahia, a comemoração se prolongará até o final da estação da Primavera, que ocorre no dia 21 de dezembro. Na programação estão previstos filmes, exposições, mostras, visitas mediadas, seminários, palestras, oficinas e cursos, dentre outras ações artísticas e educativas (PROGRAMAÇÃO ABAIXO).

“Assim como a Semana de Museus, promovida anualmente em maio, a ‘Primavera’ mobiliza a população para frequentar os museus, que no caso dos equipamentos estaduais têm acesso gratuito de terça-feira à domingo, sempre à tarde em Salvador”, afirma o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, esses eventos estimulam a imagem dos museus e os processos museológicos. “É mais um incentivo à visitação, à democratização e à apropriação desses espaços pela comunidade”, explica.

A campanha de sensibilização e mobilização #MusEuCurto, lançada em 2015 e reeditada em maio de 2016 em parceria entre SecultBA/IPAC e Secretaria de Comunicação do Estado (Secom), também será prolongada até o verão 2016/2017. A iniciativa conseguiu aumentar em até 60% a frequência dos museus baianos. “Conseguimos fazer com que a população se apropriasse desses equipamentos que congregam não somente museus, mas também espaços como o Passeio Público, no Campo Grande”, diz o diretor do IPAC. Na campanha foram produzidas peças para rádios, jornais, mobiliário urbano, internet e redes sociais.

LANÇAMENTOS O Aplicativo do Patrimônio Cultural para o Google Maps que será lançado no dia 20 promove o aprimoramento da gestão de bens culturais edificados e protegidos oficialmente através do tombamento na Bahia. “Juntamente com o geoprocessamento que estamos fazendo com a Conder, a ação do aplicativo de imóveis protegidos no Google Maps é inédita na área do patrimônio cultural da Bahia e traz gestão contemporânea com base em tecnologia de ponta sem precedentes para os bens edificados e as áreas oficialmente protegidas nos centros urbanos baianos”, comenta o diretor do IPAC. Ele ressalta que o aplicativo mostrará a descrição do local, o livro de tombamento, situação e ambiência, dados tipológicos, cronológicos e técnicos. “Através do aplicativo, é possível traçar rotas, visualizar cidades e até utilizar um navegador GPS”, completa. Confira parte aqui: http://goo.gl/um01XL.

O evento contará ainda com o plantio das 250 mudas de árvores: 200 árvores frutíferas para o Parque Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu), 20 palmeiras imperiais para o Passeio e 30 mudas de bambu adulto para o Palacete das Artes (Salvador), que serão plantadas durante a 10ª Primavera de Museus. Participam do plantio solene no Passeio Público, integrantes da Associação de Pais e Amigos de Pessoas Portadoras de Deficiência dos Funcionários do Banco do Brasil (Apabb) que plantarão as 20 palmeiras no Passeio Público. Considerado um museu a céu aberto, o espaço foi originalmente concebido em 1810 para ser um jardim botânico e abriga uma importante variedade de espécies de árvores. As mudas foram doadas pela Caetá Ambiental e pela Associação Baiana de Empresas de Base Florestal (ABAF).

No mesmo dia (20), apresenta-se o Teatro de Fantoches, encenado pelo grupo Ereotá, que mostra história criada por alunos do Colégio Estadual Azevedo Fernandes. Os bonecos da encenação são baseados nos mascotes da ‘Turma do Patrimônio’, personagens construídos pelo IPAC com o intuito de levar educação patrimonial a crianças e adolescentes. A programação marca ainda a abertura das comemorações dos 50 anos do IPAC, a ser comemorado em 13 de setembro de 2017, totalizando 12 meses de ações, projetos e programas.

Os museus/espaços do IPAC: em Salvador, o Passeio Público (Campo Grande), Palacete das Artes (Graça), Museu de Arte (Corredor da Vitória), Museu de Arte Moderna (MAM), museus Udo e Tempostal, Centro Cultural Solar Ferrão e Praça das Artes (Pelourinho). No interior do estado, o Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras), Museu Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro) e Museu do Recôncavo Wanderley Pinho (Candeias). Acesse: www.ipac.ba.gov.br/museus. Assista: https://goo.gl/HriC4J. Programação completa e atualizada: https://dimusbahia.wordpress.com.

 

PROGRAMAÇÃO

 2ª FEIRA EDUCATIVA – ECONOMIA SOLIDÁRIA NOS MUSEUS

card

21/09, das 10h às 14h, será realizada a “2ª Feira Educativa – Economia Solidária nos Museus” no Colégio Estadual Azevedo Fernandes (Praça José de Alencar, 11 – Pelourinho). O objetivo da ação é: a partir da troca de itens doados pelo público e da utilização do “Pelô” (Moeda Social criada para o evento), possibilitar uma experiência prática aos participantes, promovendo a difusão de outra forma de desenvolvimento possível, mais social e sustentável. No evento poderão ser encontrados itens como roupas, sapatos, artesanatos, além de cadernos, agendas, carteiras e outros objetos produzidos em oficinas realizadas pelos espaços Dimus, em parceria com alunos do Colégio Estadual Azevedo Fernandes. As oficinas trabalharam o conceito de economia solidária, utilizando materiais reutilizáveis como matéria-prima para a criação das peças.

A ação funciona dessa forma: o público é convidado a juntar artigos que queira doar, em bom estado de conservação; as doações devem ser feitas nos Postos de Coletas (museus participantes, LabDimus e Palácio da Aclamação); no posto de coleta, haverá um responsável pela triagem dos itens doados e emissão da moeda de troca (para cada item de troca, o participante receberá 01 Pelô); a realização de trocas do Pelô por itens será no dia 21/09, durante a feira.

As doações já podem ser feitas no Solar Ferrão/Abelardo Rodrigues (Rua Gregório de Matos, 45), Tempostal (Rua Gregório de Mattos, 33), Udo Knoff (Rua Frei Vicente, 3), LabDimus (Rua Gregório de Mattos, 39, subsolo) – todos localizados no Pelourinho – e Palácio da Aclamação (Av. Sete de Setembro, 1330, Campo Grande).

 

PALÁCIO DA ACLAMAÇÃO

Palácio da Aclamação_Foto - Lázaro Menezes (01)

Palácio da Aclamação

19/09 – 9h às 12h: Oficina de Pinhole. Ministrada por Eduardo Moleiro, responsável pelas ações do setor educativo do Museu Tempostal. A oficina irá ensinar o conteúdo teórico para a construção das câmeras pinhole, que resultam de um processo artesanal no qual se dispensa a utilização de lentes. Em seguida, será ensinado um passo-a-passo da técnica e, por último, a revelação das fotografias produzidas. Com disponibilidade de 26 vagas, podem participar da atividade jovens e adolescentes a partir dos 12 anos.

19/09 – 14h às 17h: Oficina de Mosaico de Azulejos. O objetivo da atividade, ministrada pela oficineira Geisiane Cordeiro, é proporcionar a experimentação de materiais artísticos, estimulando a criatividade, a percepção estética, o desenvolvimento sensório-motor e cognitivo através das imagens de referências do acervo e das experiências dos participantes, fazendo uma relação entre a arte e a vida e compartilhando as produções, além de conhecer a história do mosaico e sua importância na história e na arte em diferentes épocas no mundo. Com disponibilidade de 20 vagas, a oficina promovida pelo Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica é direcionada a jovens a partir de 15 anos, devido à utilização de materiais cortantes.

20/09 – 10h30: Oficina de Flores. Atividade ministrada por Fabiana Pancho que visa estimular o desenvolvimento de habilidades manuais, visando ressignificar o valor da arte através do uso de materiais recicláveis encontrados no cotidiano.

20/09 – manhã: Teatro de Fantoches, encenado pelo grupo Ereotá, que mostra história criada por alunos do Colégio Estadual Azevedo Fernandes. Os bonecos da encenação são baseados nos mascotes da ‘Turma do Patrimônio’, personagens construídos pelo IPAC com o intuito de levar educação patrimonial a crianças e adolescentes.

22/09 – 9h às 12h: Oficina de Fotografia. Ministrada pelo oficineiro Emerson Alan, integrante do Labdimus (Laboratório de Educação Digital: Museu, Arte e Cultura), a atividade busca proporcionar o exercício do olhar fotográfico, o conhecimento básico dos princípios da fotografia e realizar experimentos fotográficos utilizando um dispositivo móvel (celular).  A parte teórica irá apresentar os princípios básicos do surgimento da fotografia e o uso da fotografia como linguagem documental e artística. Já na parte prática, será trabalhado o exercício fotográfico a partir dos conhecimentos teóricos estudados anteriormente. Com disponibilidade de 22 vagas, podem participar da atividade jovens e adolescentes a partir dos 14 anos.

22/09 – 14h às 16h: Oficina de Flores Decorativas. A atividade será ministrada por Roselane Evangelista, colaboradora do Centro Cultural Solar Ferrão, e tem como proposta estimular o desenvolvimento de habilidades manuais, visando ressignificar o valor da arte através do uso de materiais recicláveis encontrados no cotidiano. Com disponibilidade de 20 vagas, podem participar da atividade jovens e adolescentes a partir dos 12 anos.

23/09 – 09h às 12h / 14h às 16h: Oficina de Flores e Contação de Histórias. A ação, promovida pelo Núcleo de Articulação da DIMUS, tem como objetivo desenvolver a linguagem oral das crianças participantes, além de estimular o gosto pela leitura e promover a interação museu-escola através da realização de atividades lúdicas. A programação terá início com a Contação de Histórias, que irá trabalhar com a temática do patrimônio, seguida da Oficina de Confecção de Flores, que serão criadas com a utilização dos materiais papel de seda e papel crepom. A atividade conta com a disponibilidade de 30 vagas por turno.

 

CENTRO CULTURAL SOLAR FERRÃO

Fachada Solar Ferrão1 do IPAC

21/09 – 09h30 às 10h: Desfile de instrumentos tradicionais com a Orquestra Museofônica. A ação percorrerá as ruas do Centro Histórico, tendo como ponto de partida o Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Mattos, 45, Pelourinho).

Visitação: segunda a sexta, de 10h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h

Entrada: grátis

Rua Gregório de Matos, 45 – Pelourinho, Salvador (BA)/ (71) 3116- 6743

 

MUSEU UDO KNOFF DE AZULEJARIA E CERÂMICA

museu-udo-knoff-de-azulejaria-e-cerc3a2mica-foto-lc3a1zaro-menezes

22/09 – 14h às 16h: Oficina de produção de caixa porta-trecos no Museu Udo Knoff (Rua Frei Vicente, Pelourinho). A atividade tem como objetivo ensinar aos participantes as técnicas para a confecção de caixas porta-trecos, a partir da utilização de materiais recicláveis.

23/09 ­ 14h às 16h: Oficina de Estamparia e Ecobag no Museu Udo Knoff. A atividade, direcionada ao grupo de senhoras do CREASI (Centro de Referência e de Apoio à Saúde dos Idosos), será ministrada pela arte educadora Geise Ferreira e tem o intuito de apresentar a estamparia como uma técnica de produção simples que pode ser construída através da utilização de materiais acessíveis, além de estimular a criatividade e o potencial artístico das participantes.

Visitação: segunda a sexta, de 10h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 12h às 17h

Entrada: grátis

Rua Frei Vicente, 03, Pelourinho – Salvador (BA) / (71) 3117-6389

 

MUSEU DE ARTE DA BAHIA

Fotos externas e internas do MAB ft_ Lazaro Menezes (18)

24/09 – 14h: O Museu de Arte da Bahia comemora 10ª Edição da Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM – em todo o território nacional, inaugurando às 14h, na Varanda do Casarão, a Feira Agroecológica para adultos e crianças. A feira agrega oficinas, palestras, debates sobre agroecologia e noções de alimentação saudável, em parceria com o projeto Redemoinho. No mesmo dia, o Setor Educativo do MAB realiza Oficinas de Plantio e afins para crianças e adultos e faz “Mediação” especial na coleção “Madeiras do Brasil” do acervo do Museu.

29 de setembro – 17h: O palestrante Joaquim Mendes de Souza Neto, vai abordar o tema: “Meio ambiente uma visão holística”.

 

MUSEU DE ARTE MODERNA

MAM

23/09

Oficina de Jardinagem, 14h, com Cláudio Pinheiro

Contação de história com a mediadora Eliane Garcia, com a temática da Primavera, 16h.

*As atividades são voltadas para crianças e jovens, é importante enviar a quantidade que participará dessa atividade, para podermos providenciar o material. No máximo um grupo de 10 crianças.

 

25/09

Pinte no MAM, 15h – Tema: Primavera. Ministrante: Maninho

Contação de História com a mediadora Eliane Garcia – Temática Primavera, às 16 horas.

 

 

 

EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

CASARÃO – 40 Anos de Linguagem Contemporânea no MAM-BA

CAPELA – Templo de Oxalá – Rubem Valentim

Dias / horários: terça a domingo das 13h às 18h

 

FINAIS DE SEMANA

  • SÁBADO: JAM NO MAM – a partir das 18h. Estacionamento inferior
  • DOMINGO

– Pinte no MAM – a partir das 15h – pátio das mangueiras

– MAMedita – a partir das 16h – estacionamento inferior

 

Oficinas:

Oficina de Litogravura – Prof. Renato Fonseca

Data: terças e quintas. Horário: 14h às 17h. Local: Espaço das Oficinas do MAM

 

Oficina de Cerâmica – Profa. Betânia Vargas

Data: terças e quintas. Horário: 9h às 12h. Local: Espaço das Oficinas do MAM

 

PALACETE DAS ARTES

palacete-das-artes

Durante a 10ª Primavera de Museus, o público poderá conferir três exposições no Palacete das Artes. Na Sala Contemporânea, a exposição “Janelas Urbanas”, de Waldo Robatto, estão 40 telas que retratam a cidade, o movimento das pessoas e o vai e vem no dia a dia de quem convive com as diversas intervenções do espaço urbano e geográfico. No segundo pavimento, “Quase Real…”, do psicólogo e fotógrafo Paulo Mittelman, apresenta 65 fotografias com temáticas variadas de natureza, gente, visões e imagens construtivistas. E na Galeria Mansarda, “6 Olhares”, sob a curadoria de Waldo Robatto, exibe trinta obras dos artistas Cris Muiños, Leda Margarida, Teca Abbehusen, Terezinha Teixeira, Vanessa Ferreira e Zuzo Marini, com temas ligados a natureza, animais, cidade, além do comportamento das pessoas, olhares e estéticas urbanas.

De 23 a 25 de setembro, mais de seis mil orquídeas de espécies híbrida e nativa, além de cerca de 100 espécies de bonsai, estarão à disposição nos jardins do Palacete das Artes. No encontro, das 10h às 19h, terá oficinas gratuitas sobre cultivo de orquídeas e bonsai, apresentadas pelos mestres João Frigo e Sérgio Bittencourt. Os visitantes que cultivam orquídeas e outras plantas podem trazê-las e compartilhar experiências sobre o cultivo. O bazar de cerâmicas do museu, especial “Natureza”, também marcará presença na feira com mais de 500 peças em cerâmica.

Celebrando a primavera com música, o Palacete das Artes vai exibir dois documentários sobre o fado, estilo musical português, elevado à categoria de Património Oral e Imaterial da Humanidade pela Unesco. No dia 20, às 17h, o público verá “Fados”, com direção de Carlos Saura, e dia 22, também às 17h, “Fado, a Dor Quente e a Paixão Fria”, de Gabriel Lopes Pontes.

Para falar sobre “Padrões de produção, consumo e sustentabilidade”, o Palacete recebe o publicitário, ambientalista, cartunista pai do personagem Mero, Paulo Serra, no dia 22 de setembro, das 15h às 16h30. A palestra tem entrada gratuita.

Sábado (24) é a vez do Projeto Trocando Palavras reunir diversas atividades no museu. Além da tradicional troca de livros e de brinquedos, um palco aberto estará à disposição dos poetas, durante toda à tarde, para recitação de poesias, além de apresentação musical.

Das 14h às 18h, a educadora e contadora de histórias Lucianna Ávila vai coordenar a Oficina Itinerante de Contação de Histórias. O objetivo é instigar os participantes a darem vida e voz às histórias. Para isso, serão apresentadas técnicas e metodologias sobre como preparar uma narrativa, percepção da estrutura e clímax, enriquecimento da história, cantigas e exercícios que ampliem o repertório do narrador, fortalecendo seu perfil e identidade. Além dessas abordagens serão desenvolvidos exercícios que estimulam a criatividade e a oralidade.

Crianças e adolescentes também poderão se divertir numa oficina de Light Painting, dia 24, a partir das 14h. A ação será realizada em parceria com a coordenação de Artes Visuais da Funceb. Na sala de cinema do museu, a técnica fotográfica onde a longa exposição registra o movimento de uma origem luminosa, com fotografia e exposição, promete agitar o público juvenil no encerramento da 10ª Semana dos Museus.

 

PARQUE HISTÓRICO CASTRO ALVES

Parque Histórico Castro Alves do IPAC 5

19 a 20/09 – 15h às 17h: Oficina de Cupcake ministrada por Karina Machado.

19 a 25/09 – 9h às 17h: Visita monitorada com ênfase na ligação do Dr. Antônio, pai de Castro Alves, com a cultura e quanto isso influenciou o poeta.

20 a 23/09 – 10h às 15h: Contação de história – Sopa de Letras. Estimula a prática da leitura e incentivar os jovens a usarem a biblioteca do PHCA.

21 a 22/09 – 14h às 17h: Oficina de Cachepô em Papietagem. Técnicas de papietagem para o público acima de 60 anos. Ministrada por Nizinha Oliva e Naiane Araújo.

21 a 22/09 – 15h às 16h: Contos da Cidade do Poeta. Apresentação do resultado da Oficina de Teatro do Parque Histórico Castro Alves, ministrada por Marineide Menezes.

22/09 – 19h às 22h: Sarau – poesia, dança e música. A cantora Priscila Sales recebera músicos de Cabaceiras do Paraguaçu e artistas locais.

22 a 23/09 – 15h às 16h: Boinho de Painho. Uma representação do Boi Bumba apresentada por jovens da comunidade visando resgatar nossa cultura através da dança e do samba de roda.

22 a 25/09 – 18h às 22h: Exposição do resultado da Oficina Cachepô em Papietagem.

25/09 – 9h às 14h – Feira de artesanato local.

 

Visitação: terça a sexta, das 9h às 12h e 14h às 17h. Fins de semana e feriados, das 9h às 14h.

Entrada: grátis

Praça Castro Alves, nº 106, Centro – Cabaceiras do Paraguaçu (BA) / Tel.: (75) 3681-1102