Palácio da Aclamação vira palco para ensaios da Orquestra Neojiba

Palácio da Aclamação

Palácio da Aclamação

Há algumas semanas, o hall do Palácio da Aclamação (Av. 7 de Setembro, Campo Grande) virou palco para a realização de ensaios da Orquestra de Câmara do Neojiba (OCN), que acontecem de segunda à sexta-feira, das 17h às 20h. A OCN é a formação mais recente do programa NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), se constitui como um espaço para o desenvolvimento das habilidades de diálogo musical e humano em um grupo menor e de excelência. Também oferece aos seus integrantes a oportunidade de contato contínuo com um dos repertórios mais ricos e significativos da história da música ocidental.

Os ensaios da OCN eram realizados na Universidade Católica de Salvador (UCSAL) e migraram para o Palácio da Aclamação devido à sua acessibilidade e melhor capacidade de receber os alunos da Orquestra. “Estávamos ensaiando na Universidade Católica, que é um lugar muito bonito, porém de difícil acesso aos músicos, principalmente por causa do horário em que acontecem os ensaios. Por isso pensamos em trazer para o Palácio da Aclamação, que tem uma ótima localização e deixou os alunos bastante satisfeitos”, afirmou Pino Onnis, Maestro da Orquestra de Câmara do NEOJIBA.

 

neojiba_set15 (15)

“O ponto forte do Palácio é a acessibilidade. Vir para os ensaios ficou mais prático pra todo mundo, além de ser um espaço muito bonito, o que deixou todos muito felizes. Existe também a vantagem de ser próximo ao Teatro Castro Alves, que abriga parte das atividades do Núcleo de Gestão e Formação do NEOJIBA”, acrescentou Julia Klaudat, violinista do grupo.

Julia Klaudat, violinista da neojiba_set15 (24)

Julia Klaudat

De acordo com o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, a ideia é buscar uma gestão mais contemporânea para os espaços culturais e museus, com mais diálogos entre acervos e manifestações artísticas. “Atualizar é fundamental; e pode-se fazer isso com trocas de tecnologia, parcerias público-privadas e rede colaborativa. Com isso, teremos mais eventos, visitação e apropriação desses equipamentos culturais por parte da população. A construção deste relacionamento com o programa  NEOJIBA, através do uso do espaço do Palácio da Aclamação para ensaio da orquestra, se insere na utilização de espaços que o IPAC tem disponíveis”, explica.

“É extremamente importante promover a valorização dos espaços culturais, que são considerados dispositivos de inclusão social e cidadania. Por meio do desenvolvimento de atividades nos mesmos, podemos despertar o interesse do público para que reconheçam o valor que esses espaços possuem”, explica Ana Liberato, diretora da DIMUS.

 

 

 

 

neojiba_set15 (11)

Criado em 2007, o NEOJIBA é uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro. O projeto beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. O programa tem por objetivo alcançar o desenvolvimento e a  integração social por meio da prática coletiva e de excelência da música, sendo o primeiro programa governamental de formação de orquestras infanto-juvenis baseado no aclamado “El Sistema”, programa venezuelano criado em 1975.

O Palácio da Aclamação integra a Diretoria de Museus (DIMUS) do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s