Confira ações que envolvem a Economia Criativa no Centro Histórico de Salvador, e como o IPAC participa disso

Museus e patrimônio cultural também são atividades para pessoas e empresas

Jornal A TARDE – Caderno Empregos Concursos e Negócios – 22.11.2015
Por: Gilson Jorge

22_11_2015-1a-E_EMP_EMPREGOS&NEGÓCIOS_jpg

Se em diferentes partes do mundo o setor público tem utilizado inovação e tecnologia para tornar os museus mais atrativos para o público, em Salvador a escassez de recursos tecnológicos e entraves burocráticos fazem naufragar alguns bons projetos no âmbito dos governos. A boa notícia é que iniciativas individuais, por meio de editais, estão ajudando a preservar a cultura baiana. “Muitos projetos aprovados acabam gerando desdobramentos”, avalia a coordenadora de editais do Ipac, Ana Coelho, responsável pela execução dos projetos na área de patrimônio cultural, que formalmente são regidos pela Secretaria da Cultura (Secult).

Os editais abrem espaço para quem quer produzir livros, CDs ou filmes que estejam relacionados ao patrimônio imaterial. Um desses produtos, já realizados, é o Livro da Capoeira, que registra o legado de mestres como Pastinha e Bimba. Um dos editais é específico para intervenções físicas. “Estamos analisando a proposta de um projeto de restauro da Usina de Uauá”, afirma. No âmbito de obras, o Ipac está tocando alguns projetos que prometem mudar o perfil do Centro Histórico, como a construção de um palco articulado na área que abrigava a Praça do Reggae, e a destinação de 200 imóveis desocupados para residências artística e universitária, além da instalação de uma unidade da Universidade Estadual da Bahia (Uneb).
“A implantação de um campus traria um movimento diário de 500 a mil estudantes, o que abriria oportunidade para uma série de negócios”, avalia o diretor do Ipac, João Carlos Oliveira. A Uneb, por enquanto, não dá como certa a abertura de um curso, mas confirma a sua instalação no Pelourinho.

“Seguramente teremos uma unidade administrativa”, afirma a assessora especial de cultura e artes da Uneb, Isa Trigo. A Uneb deve ocupar o casarão onde funcionava o Instituto Mauá. A história e as belezas naturais de uma cidade são consideradas pilares da economia criativa. Mas em Salvador algumas iniciativas de melhor exploração de museus acabam encontrando entraves. O Museu Náutico da Bahia, por exemplo, chegou a desenvolver um projeto ultimídia para dar maior visibilidade ao seu acervo, mas, segundo fontes do poder público, a ideia não avançou por questões burocráticas. “Temos investido na formação de público visitante através de visitas guiadas de estudantes”, explica o comandante Reuben Bello, responsável pelo museu que está instalado no Forte de Santo Antônio da Barra, construção anterior à fundação da cidade.

Para a coordenadora de projetos de cultura e turismo da Fundação Barcelona Media, Mireia Mascarell, o primeiro passo para que a história de uma cidade jogue a seu favor é reconhecer o legado gastronômico, arquitetônico e de costumes. “Neste processo é preciso estar aberto e ter um olhar mais amplo possível sobre o que consideramos nossa memória, em termos de identidade e sentimento de pertencimento”, avalia Mireia Mascarell, que esteve recentemente em Salvador.

INVESTIMENTOS PREVISTOS PELO IPAC PALCO ARTICULADO
Com recursos e gestão vinculados à Secretaria de Turismo, a obra prevê um palco se abrindo como uma gaveta a partir da área em que funcionava a Praça do Reggae, no Pelourinho

MUSEU DE ARTE DA BAHIA
Situado no Corredor da Vitória, deve ganhar um café como forma de atrair mais público

MUSEU DE ARTE MODERNA
Além da volta de uma sala de cinema, o local vai ganhar reserva técnica, para guarda apropriada de obras de arte

CENTRO HISTÓRICO
Deve ganhar uma unidade da Uneb, uma residência artística e residência universitária

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s