LANÇAMENTO DE POEMAR: HISTORINHA DA MÃE NEGRA IEMANJÁ, DE MARLON MARCOS, ACONTECE DIA 05 DE DEZEMBRO DE 2015, ÀS 15H, NO PALACETE DAS ARTES (IPAC/SECULT)

12316594_585744081574167_7489984736029439817_n

Neste sábado (5 de dezembro), às 15h, o professor e jornalista Marlon Marcos lança, no Palacete das Artes (Ipac/Secult), o livro POEMAR: HISTORINHA DA MÃE NEGRA IEMANJÁ. A poética narrativa infantojuvenil é um convite para as crianças de ontem, hoje e amanhã, para um profundo mergulho nas águas que representam a beleza da bravura e singeleza da mãe-rainha Iemanjá, desde as origens do seu culto na África, em Abeokutá, até a sua chegada às águas das terras de cá, as brasileiras. 
A obra explora um universo literário que sendo da criança também é do adulto. Este elemento está associado à marcante inspiração da literatura clariciana na vida do poeta Marlon Marcos, já que para ele, Clarice Lispector representa em sua vida uma das principais fontes teóricas de escrita literária.
Marlon Marcos, como uma predestinação, nasceu às margens da Baía de Todos os Santos e foi batizado com um nome que guarda a multiplicação da morada da Mãe Negra, o Mar (Okún), já que é filho da Iyá Ogunté, juntamente com o Babá Oguian. Ele é graduado em História e Jornalismo, mestre em Estudos Étnicos e Africanos e está cursando bacharelado em Ciências Sociais e doutorado em Antropologia. O seu legado acadêmico e de produção artístico-literária demonstra o seu desejo em ressaltar as riquezas deixadas pelos nossos ancestrais africanos, principalmente, através da religiosidade, em específico, o Candomblé. 
“A obra caracteriza um importante marco na literatura direcionado ao público infantojuvenil, ao passo que é um canto poético que apresenta um mundo de magia cercado por elementos religiosos e culturais que, muitas vezes, a sociedade brasileira buscou e busca afastar da formação sociocultural desde as nossas primeiras leituras, que ocorrem, normalmente, entre a infância e a adolescência”, destaca Marlon. 
Poemar é uma reflexão acerca da importância da preservação do Ilê da Mãe Negra e de todos os elementos da natureza, os quais ela protege assim como seus filhos. Nessa obra, a poética é um canto que exprime Odô Iyá em verso e prosa. 
A cantora Vércia, acompanhada de Marcus Santos ( percussão) e Zé Livrera ( violão), solta a voz e faz roda para a criançada de todas as idades.


SERVIÇO:
Lançamento de POEMAR: HISTORINHA DA MÃE NEGRA IEMANJÁ, de Marlon Marcos
Palacete das Artes (Rua da Graça n. 284 – Graça, Salvador – BA) 

Entrada gratuita
www.palacetedasartes.ba.gov.br
05 de dezembro de 2015, às 15h
Participação especial: cantora Vércia
Valor do Livro: 25 reais
71 3117 6984/6997
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s