LANÇAMENTO DE LIVRO, TEATRO, CINEMA, EXPOSIÇÕES E AULA DE YOGA ESTÃO NA AGENDA DO FINAL DE SEMANA DO PALACETE DAS ARTES (IPAC/SECULT)

palacete-das-artes-fotos-lazaro-menezes-5

O Palacete das Artes (equipamento vinculado a Secretaria de Cultura/Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural) apresenta para este fim de semana (4 a 6) uma agenda cultural que inclui cinema, apresentação teatral, lançamento de livro, aula de yoga, além de exposições.

Nesta sexta (4), dedicado a Santa Bárbara, o cinema do museu exibe, às 17h, o filme UM DIA, UM GATO, com direção de Vojtech Jasný. Um contador de histórias, morador de uma pacata cidade na Tchecoslováquia, conta aos alunos de uma escola a vida do professor Robert (Vlastimil Brodský), a história de um antigo amor e seu gato de óculos escuros. Ao tirar os óculos, o gato colore as pessoas de acordo com seus sentimentos e personalidades.
No sábado (5 de dezembro), às 15h, o professor e jornalista Marlon Marcos lança o livro POEMAR: HISTORINHA DA MÃE NEGRA IEMANJÁ. A poética narrativa infantojuvenil é um convite para as crianças de ontem, hoje e amanhã, para um profundo mergulho nas águas que representam a beleza da bravura e singeleza da mãe-rainha Iemanjá, desde as origens do seu culto na África, em Abeokutá, até a sua chegada às águas das terras de cá, as brasileiras.  O autor é graduado em História e Jornalismo, mestre em Estudos Étnicos e Africanos e está cursando bacharelado em Ciências Sociais e doutorado em Antropologia. Durante o lançamento, a cantora Vércia, acompanhada de Marcus Santos (percussão) e Zé Livrera ( violão), solta a voz e faz roda para a criançada de todas as idades.

©2015 by Cleiton Libra. Todos os direitos reservados

Espetáculo “X ou Y?” ©2015 by Cleiton Libra

Nos dias 5 e 6 de dezembro, às 18h, acontece a performance/intervenção “X ou Y? Algumas Questões Sobre Gênero”. Ancorando-se na metáfora proposta por Walter Benjamin – a do trabalho de Penélope, a memória dos atores envolvidos no processo de criação dramatúrgica e cênica constitui, nesta performance, o ponto de partida para interrogar a noção de gênero como repetição de atos, gestos e signos do âmbito cultural. Irá reforçar, para citar Judith Butler, a construção dos corpos masculinos e femininos e a conclusão de que se trata, essencialmente, de uma questão de performatividade.

Yoga no museu
E para começar de bem com a vida o domingo(6), o público poderá participar (gratuitamente) da aula de yoga, nos jardins do Palacete, das 8h30 às 9h30. Coordenado pela professora Carla Dantas, o projeto “Todo dia é dia de Yoga” foi criado há quase dois anos e tem atraído dezenas de pessoas ao museu, a cada quinze dias. O movimento trabalha técnicas respiratórias, exercícios psicofísicos de força e flexibilidade além de concentração e meditação. Dentre os benefícios estão o auxílio no combate ao stress e ampliação da capacidade respiratória, melhorando a qualidade do sono. Quem quiser participar da aula deve trazer algo para forrar o chão (como tapete de Yoga ou colchonete).
Três exposições estão à disposição do visitante no museu: “Seguindo a Carne”, do renomado artista alemão Stephan Kaluza, na Sala Contemporânea, convida o público a um passeio pelas mais distintas técnicas de pintura, em telas de grandes formatos, exaltando a carne e os instintos mais primitivos do ser humano. No segundo pavimento, a exposição “Gullah, Bahia, África” (parceria entre o Consulado Geral dos Estados Unidos da América no Rio de Janeiro e a Fundação Pedro Calmon), com curadoria de Alcione Meira Amos, reúneinformações sobre a pesquisa que o linguista americano Lorenzo Turner realizou na Bahia e na Carolina do Sul (Estados Unidos), exibindo fotografias e áudios de gravações dos terreiros de candomblé da Bahia registradas no século passado pelo linguista. E na Galeria Mansarda a exposição “Charlotte em Tons” apresenta cerca de 30 telas da artista plástica Charlotte Lisboa, que destacam visões sensuais da forma feminina, além de paisagens.
O público, além de visitar o casarão, construído em 1912 pelo comendador Bernardo Martins Catharino, pode garantir as lembranças do fim de ano na lojinha do museu e ainda tomar um drink, acompanhado de um bom papo, no “Solar Café”, numa agradável vista para o belo jardim do museu, que abriga quatro esculturas de Auguste Rodin, adquiridas pelo Governo do Estado da Bahia.

PALACETE DAS ARTES (IPAC/SECULT)
Rua da Graça, 284
71 3117 6987/6997

www.palacetedasartes.ba.gov.br
facebook: Palacete das Artes
Visitação: terça a sexta, das 13h às 19h
Sábado, domingo e feriado, das 14h às 19h

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s