SecultBA inicia pagamento de projetos do edital Agitação Cultural

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) já iniciou o pagamento dos Termos de Acordo e Compromisso (TACs) do Agitação Cultural: Edital de Dinamização em Espaços Culturais, com recursos do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). No total, 108 projetos serão apoiados através do mecanismo de fomento. Ainda em 2015, a SecultBA efetuará o pagamento em parcela única a todos os proponentes. As propostas selecionadas, de diversas linguagens artísticas e culturais, irão movimentar a Bahia entre janeiro e julho de 2016.

“Tivemos um grande avanço em 2015: equacionamos e pagamos os valores em aberto de editais anteriores do Fundo de Cultura e realizamos a mais ampla chamada pública estadual de investimento na produção cultural do Brasil, o Agitação Cultural. Com essas propostas, teremos uma programação cultural abrangente e de qualidade durante o primeiro semestre de 2016, com a diversidade que a Bahia merece. As atividades serão realizadas em equipamentos administrados pela Secretaria e também em outros que reforçam o potencial de fruição e de formação de plateia no seu território”, afirma o secretário de Cultura do Estado da Bahia, Jorge Portugal.

O cumprimento rigoroso do cronograma do edital assegurou o pagamento antecipado, em parcela única, das propostas selecionadas. “Queremos garantir a dinamização de espaços culturais, sem deixar parcelas a serem pagas mais à frente. Com isso, teremos uma programação cultural de qualidade já no começo do próximo ano”, afirma o superintendente de Promoção Cultural da SecultBA, Alexandre Simões.

O certame respeita e executa criteriosamente o cronograma previsto e divulgado desde o seu lançamento, no dia 02 de setembro de 2015, com o objetivo de assegurar os prazos previstos para pagamento das propostas em parcela única e o cumprimento do calendário de ações em toda a Bahia. Este cronograma está disponível no site da SecultBA (www.cultura.ba.gov.br) e do Sistema de Informações e Indicadores em Cultura (http://siic.cultura.ba.gov.br). O Fundo de Cultura também segue pagando regularmente as parcelas de todos os projetos culturais em execução no estado.

O investimento para o edital Agitação Cultural é dez vezes superior ao destinado ao edital Dinamização de Espaços Culturais do ano passado, fonte de inspiração para a proposta que incorporou um novo conceito de espaço cultural e novas formas de ocupação. As propostas selecionadas pelo edital serão realizadas em espaços culturais convencionais – como teatros, museus, arquivos públicos ou bibliotecas – e também em espaços que funcionam ou possuem possibilidades reais para funcionar como centros e elos de difusão, fruição, formação e produção de conteúdos artístico-culturais, com ambientes capazes de abrigar ações culturais abertas à população, como shows, espetáculos, exposições, exibições audiovisuais, realização de oficinas, dinâmicas sócio-educativas de conteúdo cultural e outras atividades afins.

“Estamos devolvendo à sociedade o protagonismo do uso dos equipamentos culturais. E o melhor, com um público de diversas faixas etárias: o infantil, o adulto, as famílias, a comunidade, em atividades acessíveis a toda a população e que promovem uma verdadeira dinamização”, reforça Portugal. A comissão temática que analisou as propostas inscritas no edital foi composta por representantes da SecultBA, profissionais de reconhecida atuação em cada uma das linguagens, membros da sociedade civil organizada, de notório saber em suas áreas, e representantes do Conselho Estadual de Cultura.

Para mais informações, orientações e o esclarecimento de dúvidas, os proponentes podem entrar em contato através da Central de Atendimento Integrado da SecultBA , que funciona de segunda à sexta-feira, das 14h às 17h, através do telefone (71) 3103 3489, do e-mail atendimento@cultura.ba.gov.br ou presencialmente no endereço Palácio Rio Branco, Praça Thomé de Souza, s/n, térreo – Centro, CEP: 40.020-010 – Salvador/Bahia.

Sobre o Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito publico ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s