Lançamento Cadernos de Subjetividade 2015

Na próxima quinta-feira, 17 /12, acontece o lançamento dos Cadernos de Subjetividade do Núcleo de Estudos da Subjetividade (PUC-SP) no Casarão do MAM-BA, a partir das 16h. No lançamento, haverá videoconferência com a artista e pesquisadora Cinthia Mendonça (RJ) e, posteriormente, interlocução e conversa com as professoras Paola Berenstein Jacques (BA) e Fabiana Britto (BA). A conversa com o público e venda dos exemplares acontece entre às 16h e 18h.

comunicação-cadernos-mam-01

A presente edição gira em torno dos modos de vida dissidentes que fazem face, ainda que em escala diminuta, aos imperativos do mundo neoliberal. Essa seleção foi um exercício de ‘curandeiria’ e de antenagem, captando processos e experiências que acontecem em terreiros, universidades, blocos carnavalescos, hortas, antigos manicômios, zonas autônomas na cidade e no campo. Acontecimentos que persistem, resistem, inventam-se em direções diversas. Anunciam faíscas de mundos por vir. São extra e transdisciplinares, não precisam responder totalmente às exigências de uma instituição, de um movimento, de uma linha de pensamento. Desde a arte, a educação e a clínica, o desafio é o mesmo: a invenção do comum, que começa a tomar forma, a organizar-se, e ganha corpo, produz. Pluralismo existencial em que diferentes seres, cada qual à sua maneira, em distintos graus e intensidades de existência, acontecem: devagar, insuspeitadamente, e ao mesmo tempo, podem ser muito rápidos e concretos – relâmpagos.

Nessa travessia, a equipe editorial procurou traçar um tipo de linha (des)continua que percorresse esta multiplicidade de mundos. Perguntando por vezes: como? Como organizar, mediar essas possibilidades? Como propor uma escrita em forma de tecido para falar desse algo que, por definição, deve escapar à representação? Click. Uma bomba. Uma dobra. Os textos coletados são rastros da rede que compõe os Cadernos de Subjetividade pelo País e alhures. Quem escreve os textos não necessariamente tem a escrita como sua forma habitual de expressão, mas aceita o convite, inventa formas de escrever, de relatar, de compor vozes de um coletivo. A maioria dos textos desta edição, o presente incluído, foi escrito a múltiplas mãos e vozes, uma escrita feita para caminhar por ambientes desconhecidos – onde o sentido não está dado a priori.

Os textos escolhidos não apontam soluções e muito menos servem de modelo de vida a ser seguido. Funcionam, assim, como um caldeirão, um borramento, uma escrita do fora que estabelece uma zona de vizinhança com a imagem, o som, o ritual, a festa; um conjunto operatório de singularidades, um tipo de experimentação que não busca necessariamente dar conta de um território, nem fixá-lo, ou torná-lo objeto simbólico, mas corpo de passagem… “Sim. Preferiria sim. São passagens. Vozes, dizeres, corpos que se lançam”.

A última edição do caderno foi uma reedição especial de aniversário do dossiê Gilles Deleuze, publicado originalmente em 1996, lançada no MAM em 06 de agosto (http://mambahia.com/subjetividades-e-fisica-quantica/). Agora, o caderno conta com uma composição de pesquisas, manifestações escritas e visuais em torno de algumas experiências sensíveis que poderiam ser designadas como ZAT (zonas autônomas temporárias), ou modos de vida “menores”.

12342771_1637555313162547_7749222083478842731_n

Revista Cadernos de Subjetividade

Os Cadernos de Subjetividade são um canal de expressão para alunos e pesquisadores pertencentes ao Núcleo de Estudos e Pesquisas da Subjetividade, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica da PUC-SP, bem como para aqueles que gravitam ao seu redor ou se interessam por sua produção. Sua função é colher o que se está pensando e fazendo hoje no vasto âmbito da subjetividade, individual e coletiva.

Sobre o Núcleo

O Núcleo de Estudos e Pesquisas da Subjetividade, vinculado ao programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica da PUC-SP, desenvolve há mais de duas décadas um trabalho pioneiro em torno da questão da subjetividade, seus processos de formação e seus impasses, especialmente no âmbito contemporâneo. Embora variem significativamente as direções de pesquisa, três aspectos as aproximam: a transdisciplinaridade; a opção por autores que abordem a subjetividade fora do âmbito da identidade e da representação; o interesse por repensar as práticas clínicas em função destas indagações. As atividades do Núcleo, coordenadas pelo corpo docente fixo e pesquisadores convidados, são abertas a pós-graduandos em geral e a não-universitários interessados em participar deste debate. Contato: nucleodesubjetividade@gmail.com

 

SERVIÇO

O que: Lançamento Cadernos de Subjetividade
Onde: Casarão do MAM
Quando: 17 de dezembro, quinta-feira
Horário: 16h
Venda dos Cadernos: R$ 35
Entrada gratuita

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s