Começa segunda etapa do restauro da Igreja de Brotas

DSC_0151

Foto: Jefferson Vieira

Uma vistoria realizada hoje (28), às 10h, na Igreja Nossa Senhora de Brotas, marcou o início da segunda etapa do restauro desse templo. Localizada na Avenida Dom João VI, em Salvador, a igreja foi construída em 1714 por portugueses. A restauração é realizada através de parceria entre o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) e o Centro Social Monsenhor Macedo, que congrega a comunidade local.

O IPAC é vinculado à secretaria estadual de Cultura (SecultBA) e a igreja é tombada pelo Estado como Bem Cultural da Bahia desde 2009. Participaram da vistoria de hoje (28), o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, arquitetos e engenheiros do órgão, além de representantes do centro social. “Esta edificação é ícone e referência da região, pois deu nome ao bairro”, diz o diretor do Centro Social, Paulo Simoni. Na vistoria de hoje foi colocada a placa externa da obra.

“Na primeira etapa, entre maio e dezembro do ano passado (2015), disponibilizamos operários, técnicos, ferramentas e materiais, como andaimes, além da fiscalização e orientação técnica”, diz o diretor do IPAC, João Carlos. Já o centro social entrou com recursos arrecadados no valor de R$ 108 mil. Nesse período foi refeita a cobertura da capela-mor com os parâmetros exigidos ao monumento tombado.

DSC_0014

Foto: Jefferson Vieira

Na segunda etapa serão investidos mais R$ 149 mil do Edital de Patrimônio do Fundo de Cultura, sob supervisão da SecultBA/IPAC. Segundo o arquiteto fiscal do IPAC, Carlos Ubiratan, esta etapa será finalizada até junho (2016). “A nave da igreja será reformada, os forros serão substituídos, além de outros serviços como a pintura e restauro artístico”, relata Ubiratan.

PARCERIAS na BAHIAA intervenção na igreja integra o programa de parcerias do IPAC com paróquias, prefeituras municipais e outros agentes. “Estamos em período de contingenciamentos e cortes financeiros, mas isso não impede de realizarmos serviços já que dispomos de especialistas em marcenaria, arquitetura, pintura cromática, recomposição, douramento e outras”, explica João Carlos de Oliveira. Até agora, mais de 20 instituições estaduais foram contatadas pelo IPAC. Já foram fechadas parcerias com os municípios de Palmas de Monte Alto, localizado a 700 km de Salvador, Santo Amaro, no Recôncavo, Banzaê no nordeste baiano, e Xique-Xique, à margem direita do Rio São Francisco, dentre outros.

A igreja de Brotas surgiu a partir da evangelização de uma aldeia indígena por jesuítas. Em 1823, durante a luta pela independência, o prédio foi utilizado pelas tropas, se transformando num quartel. Mais informações na Dipro/IPAC, via telefones (71) 3116-6731 e 3116-6630, e endereçodipro.ipac@ipac.ba.gov.br. Dados sobre o IPAC no site www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’ e twitter ‘@ipac_ba’.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s