IPAC apoia curso gratuito sobre Patrimônio

 579622_296396233834874_2098521692_n

Estudantes da rede pública de ensino começam hoje (14) à tarde, um curso especializado em educação patrimonial no Colégio Central, no bairro de Nazaré, em Salvador. A atividade ‘Projeto Vi-ver o Patrimônio’ é voltada para estudantes do Ensino Médio (1º ao 3º ano) e é financiada pelo Fundo de Cultura da Bahia, através do Edital de Patrimônio da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), administrada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC).

“O IPAC acreditou na nossa ideia, investiu e agora estamos realizando o projeto; é através da educação que podemos melhorar o país”, comemora a proponente do edital, Conceição Leão. Segundo ela, a ação traz também a possibilidade dos estudantes deixarem atitudes apáticas com relação à cidade. “O conceito de patrimônio histórico é fundamental para o crescimento enquanto indivíduo e cidadão”, explica a outra proponente, Elisângela Leão.

JoãoCarlosOliveiraIPACbx.ftGeraldoMoniz2

VALORIZARPara o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, o contato com o conhecimento técnico especializado é fundamental para que os adolescentes aprendam sobre o centro urbano em que vivem e se tornem cidadãos mais conscientes e participativos. “Só protege o patrimônio histórico-arquitetônico quem o valoriza, e só pode valorizá-lo quem conhece a sua importância e a sua história”, afirma João Carlos.

“O projeto tem mais de 70 inscritos e isso mostra o sucesso da iniciativa”, ressalta a coordenadora de Editais do IPAC, Ana Coelho. Os estudantes preencheram fichas, apresentaram documento, ganharam material didático e camisa do projeto. As aulas começam com quatro grupos, que terão aulas três vezes por semana, das 13:30h às 17:30h. Elisângela explica que os estudantes farão o curso no turno oposto ao da aula. “Eles saem da escola, se dirigem aos colégios onde será disponibilizado almoço e seguirão para as oficinas”, relata Elisângela.

1

CERTIFICADONa programação, acontecem oficinas de desenho e desenho arquitetônico no Colégio Central, produção e queimação de azulejo no Museu de Arte Moderna (MAM) do IPAC, oficina de conservação e restauro de documentos antigos na Igreja da Piedade, além de visitas a museus da capital, como o Palácio da Aclamação que também é do IPAC. “É importante os alunos perceberem que essas edificações são públicas e pertencem a eles”, comenta Conceição. Ao término, os estudantes recebem certificado da Universidade Federal da Bahia (Ufba), como aprendizes de técnicas de conservação e restauro do patrimônio.

Esta é segunda edição do projeto. A primeira aconteceu em 2013. “Os alunos da 1ª edição farão palestra para contar suas experiências”, diz Conceição. O arquiteto e professor da Ufba, Mário Mendonça é padrinho do projeto. “Mário foi aluno de escola pública e hoje é um ícone profissional, que serve de incentivo para os alunos”, pontua Elisângela. Mais dados através dos telefones (71) 98173-1133 e 98166-2383, endereço lisleaoarq@yahoo.com.br, ou facebook ‘Vi-ver O Patrimônio’. Fique informado pelo site www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’, instagram ‘@ipac.patrimônio’ e twitter ‘@ipac_ba’.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s