IPAC lançou ontem (14) catálogo com acervo de Castro Alves

catalogo-28_05-1

Originais de poemas escritos por Castro Alves (1847–1871), desenhos do poeta, parentes e amigos, cartas de familiares, cartões postais, estampas, gravuras, pinturas, documentos, fotografias e até o diploma de sua matrícula na Faculdade de Direito, além de móveis, objetos e carta de alforria. Esses são alguns dos preciosos itens que estão no catálogo ‘Inventário dos Acervos Museológicos do Parque Histórico Castro Alves (PHCA)’, lançados na manhã de ontem (14), pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). Acesse: https://drive.google.com/file/d/0BywHkdwp6kAKYVlvekh5Yy1Zd1E/view.

A cerimônia marcou a passagem dos 169 anos de nascimento do poeta e aconteceu na antiga fazenda onde ele nasceu, em Cabaceiras do Paraguaçu, cidade localizada a 170 km de Salvador. A fazenda virou um museu do IPAC que também é responsável pelas mais importantes unidades museológicas estaduais, como os museus de Arte Moderna (MAM), de Arte da Bahia (MAB) e Solar Ferrão. O evento contou ainda com o lançamento da digitalização de todo o acervo do parque e um concurso de declamação de poesias que reuniu participantes de vários municípios baianos.

INTERNETEm tom bege, o catálogo é ilustrado com sobreposições de manuscritos antigos. São catalogadas 452 peças do acervo museológico doPHCA fotografadas e distribuídas em 64 páginas. “Disponibilizamos esse importante acervo para o público com o catálogo que já está na internet, o próximo passo é colocarmos no nosso site a digitalização de todo o acervo”, afirmou o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira, no evento. A diretora de Museus (Dimus) do IPAC, Ana Liberato, destacou que ao visitar o PHCA, o público conta ainda com uma biblioteca com 700 títulos.

O catálogo foi viabilizado com recursos do Fundo de Cultura da Bahia, via Edital Setorial de Museus, administrado pelo IPAC/SecultBA. “O catálogo é uma ação de preservação, valorização e divulgação da memória regional e local através do seu acervo”, disse a museóloga Ana Paula Soares Pacheco, proponente do projeto. Cada fotografia da publicação é acompanhada por uma legenda com o nome da peça, autoria, data, técnica utilizada, dimensões e coleção pertencente são as categorias de informação. “Esse material é fonte de pesquisa para estudantes e especialistas”, comentou a proponente. Já o projeto de Informatização dos Acervos museológicos do Parque Histórico Castro Alves a proponente é a também museóloga Cristiane Silva Marques.

PHCA_Lázaro Menezes (27)

FESTIVALNo mesmo evento aconteceu a premiação da 15ª edição do Festival de Declamação de Poemas e do 2º Festival Infantil de Declamação. A iniciativa da Dimus/IPAC reuniu pessoas de diversas regiões. “O festival existe para homenagear Castro Alves e incentivar a juventude a usar a poesia”, finalizou Ana Liberato. Conheça os vencedores: https://dimusbahia.wordpress.com/2016/03/14/aniversario-do-poeta-castro-alves-e-comemorado-com-premiacoes-e-atividades-culturais/.

Mais informações via endereços: cris_lipeu@hotmail.com e anapaulaspacheco@gmail.com. O PCHA fica aberto de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 14h. Fique informado via site www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’, instagram ‘@ipac.patrimônio’ e twitter ‘@ipac_ba’. Acesse o catálogo: https://drive.google.com/file/d/0BywHkdwp6kAKYVlvekh5Yy1Zd1E/view.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s