Turma da educação patrimonial é entregue nesta segunda (20), no Pelourinho

gabriel-galileu

Gabriel e Galileu

A turma da educação patrimonial do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) será entregue nesta segunda-feira (20), às 10h, no Centro de Documentação e Memória (Cedom) no Pelourinho. São personagens em formato de displays (recortes de plásticos) em tamanho natural e coloridos que ficam em pé para serem utilizados em eventos educativos. Os personagens representam Jonas, um cientista erudito e curioso, os dois gêmeos tagarelas Gabriel e Galileu, a amorosa baiana de acarajé, Dona Zefa, a jovem ‘sarará’ e vaqueira do sertão, Lourdinha, e o sedutor capoeirista de Salvador, mestre Melaço.

dona-zefa

Dona Zefa

O Cedom pertence à coordenação de Articulação e Difusão (Coad) do IPAC que está responsável por todas as ações de educação patrimonial que o órgão faz no estado. Além disso, o Cedom detém a Biblioteca Manuel Querino com cerca de 10 mil itens, dentre livros, revistas e periódicos, e o arquivo técnico com 150 mil fotografias impressas e digitais, 220 obras raras (séc. XVIII, XIX e XX), e 4,7 mil documentos, entre plantas e cadastros arquitetônicos, projetos, mapas, croquis e levantamentos produzidos entre 1969 e 2007.

lourdinha

Lourdinha

#PATRIMÔNIOEUCUIDO – “Os personagens são mais uma ferramenta para a educação patrimonial, principalmente com crianças e adolescentes”, explica o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, já existem pedidos de museus e escolas para utilizar os bonecos. O colégio estadual Azevedo Fernandes, com mais de mil alunos no Pelourinho, está construindo parceria para usar os personagens em sala de aula. Os personagens deverão fazer parte ainda de um filme e uma história em quadrinhos.

melaco

Mestre Melaço

O diretor do IPAC informa que todas as atividades do órgão, como tombamentos de bens culturais materiais, inventários e registros de bens intangíveis, vistorias e fiscalizações, obras e restaurações, deverão ter ações de educação para despertar a consciência participativa da população baiana. “Não adianta todos os nossos esforços se não conseguirmos a parceria e o apoio efetivo de toda a sociedade para a proteção aos patrimônios culturais”, ressalta João Carlos.

CONSCIÊNCIA PARTICIPATIVA – Os personagens devem trabalhar com a prevenção, no intuito de evitar vandalismo e depredação, auxiliando na disseminação da política pública de proteção aos bens culturais. “Só protege o patrimônio histórico-arquitetônico e o imaterial quem o valoriza, e só pode valorizá-lo quem conhece a sua importância e a sua história”, afirma João Carlos. Em agosto próximo, os personagens iniciam a campanha #PatrimônioEuCuido, para marcar o Dia Nacional do Patrimônio que transcorre no dia 18 desse mês, com uma Rota do Patrimônio, do bairro da Graça ao Pelourinho.

A Coad também é responsável pelos livros do IPAC. Dentre os títulos: Pano da Costa, Festa da Boa Morte, Carnaval de Maragojipe, Desfile de Afoxés, Festa de Santa Bárbara, Ofício de Vaqueiros e Festa do Bembé. Para download: http://www.ipac.ba.gov.br/downloads#aba-4. Informações via (71) 3116-6945 e coad.ipac@ipac.ba.gov.br. Conheça o acervo da biblioteca: http://biblio.ipac.ba.gov.br. Acesse o site www.ipac.ba.gov.br, facebook ‘Ipacba Patrimônio’, twitter ‘@ipac_ba’ e instagram ‘@ipac.patrimonio’.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s