Educação Patrimonial e Museológica: orientação para implantação de memorial no vilarejo de Mutá

oficina em Mutá (3)_modified

Cerca de 50 pessoas (entre profissionais e estudantes) da comunidade de Mutá, município de Jaguaripe (BA), participaram em 19 a 22 de julho, de uma oficina de Educação Patrimonial realizada pelo Núcleo de Articulação Territorial de Museus da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (DIMUS/IPAC). Além da oficina, as museólogas Alana Alves e Fátima Soledade passaram orientações técnicas para a criação e implantação do Memorial da Associação dos Moradores de Mutá ressaltando sua importância para a preservação da memória e do patrimônio local. A oficina aconteceu na sede da Associação de Moradores do Mutá (AMMU), localizada à Rua do Fruta Pão, s/n.

oficina em Mutá (5)_modified

Além dos conteúdos abordados (cultura, identidade, patrimônio, museus), foram realizadas dinâmicas, mostra de vídeos, visita guiada pelos participantes aos patrimônios locais (natural, material e imaterial). O encontro foi encerrado com exposição de fotos, apresentações de manifestações culturais de Mutá e apresentações de pesquisa e culturais da Comunidade de Ourives.

oficina em Mutá (4)_modified

“Consideramos que a oficina foi bastante produtiva e impulsionará a mudança de comportamentos e a realização de ações relativas ao patrimônio, com o envolvimento dessas duas comunidades (Mutá e Ourives). A ideia é manter o contato e assessoramento da DIMUS e IPAC nas questões relativas ao patrimônio e à memória do lugar e colaborar no desenvolvimento de projetos”, explica Fátima Soledade, coordenadora do Núcleo de Articulação da DIMUS.

ofcina mutá_modified

Soledade informa que, para a ação de Educação Patrimonial e Museológica que vem sendo desenvolvida pelo NAT- DIMUS desde 2013, em projetos e parcerias diversas, foi elaborado um módulo com resumo dos conteúdos de forma bem didática que será socializado com os grupos que participarem das oficinas.

“O objetivo desse projeto é colaborar para o reconhecimento e fortalecimento das identidades, formando agentes patrimoniais conscientes dos seus patrimônios, sua utilização de forma sustentável, preservando e valorizando sua cultura. Estamos promovendo e incentivando a realização de programas, projetos e ações socioculturais e educativas, em parceria com instituições de ensino, com comunidades e com diferentes setores da sociedade civil organizada, contemplando a educação formal e não formal, e a transversalidade da cultura, compartilhando responsabilidades sociais e educativas. Enfim, formar cidadãos do patrimônio e da memória cultural”, acrescenta a museóloga.

A Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC) é uma unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s