Museus DIMUS sediam evento com a programação voltada para o tema da importância da Mandioca

semana-nacional-de-ciencia-e-tecnologia_card

O Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho) e o Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu) estão sediando a ‘Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2016 – Ciência Alimentando o Brasil’, o maior evento de popularização de ciência do país. O projeto ‘Cultura na agricultura: Mandioca entre a tradição e a ciência’, do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) está sendo abordado durante o evento que conta com uma série de atividades educativas, como cine-debates e exposições que abordam a importância cultural da mandioca. As atividades, que foram iniciadas no dia 17 e duram até o dia 23/10, são gratuitas e abertas aos interessados.

No Parque Histórico, a programação ainda segue com as atividades de Contação de História ‘Lenda da Mandioca’ até o dia 21/10, das 10h às 15h; e até o dia 23/10, das 09 às 18h, a exibição de ‘Mandioca: Raiz do Brasil’, vídeo produzido e dirigido pela TV Educativa da Bahia (TVE BA), além das visitas monitoradas à Casa de Farinha e à Roça de Mandioca. A exibição do vídeo também ocorre no Solar Ferrão até o dia 23/10. No PHCA, o destaque do dia 21/10, às 9h, é a palestra ‘Cadeia Agroindustrial da Mandioca: Situação atual, oportunidades e desafios’, ministrada pelo pesquisador da Embrapa Carlos Estevão Leite Cardoso. Outro destaque da programação do dia 21/10, é a palestra ‘Mandioca, a raiz do Brasil – Um Símbolo da Identidade Cultural’, ministrada pelo engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Joselito Motta no Solar Ferrão às 14h.

casa-de-farinha_phca-7

“A Casa de Farinha estava se perdendo ao tempo com cupins corroendo nossa história. Todos aqui trabalharam na produção de farinha. Uns na lida para subsistência, outros para a comercialização, porém todos trazemos lembranças maravilhosas dentro de uma Casa de Farinha. Por isso aproveitei o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia deste ano, ‘Ciência Alimentando o Brasil’, para materializar essas lembranças, trazendo ao Parque Histórico Castro Alves essa parte da nossa história, com a Casa de Farinha montada à moda de nossos costumes”, afirma Diogenisa Teixeira, coordenadora do Parque Histórico Castro Alves.

A SNCT, que nesta 13° edição traz o tema ‘A ciência alimentando o Brasil’, tem o objetivo de aproximar a ciência e a tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o país. O projeto ‘Cultura na agricultura: Mandioca entre a tradição e a ciência’, do IPAC, é o tema abordado durante o evento realizado simultaneamente, em Salvador, Jequié e Cabeceiras do Paraguaçu, até o dia 23/10. O projeto foi vencedor do edital nº 01/2016 da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).  A iniciativa do IPAC visa proporcionar diálogo entre museus, população, órgãos municipais, estaduais e federais.

“Ficamos contentes por conseguir propor a temática que salienta a aproximação entre a tradição e a ciência sobre essa cultura tão presente e importante para a população de várias regiões da Bahia e do país. Hoje, mais de 100 países do mundo cultivam a mandioca e mais de 700 milhões de pessoas se alimentam de algum alimento que contém mandioca. Além disso, existe uma contribuição da cultura indígena muito forte na tradição e na história do processo da cultura da mandioca”, afirma a socióloga e coordenadora do projeto, Jussara Nascimento.

 

Serviço: Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2016
Data: até o dia 23/10.

Gratuito

Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Mattos, Pelourinho, 45) e Parque Histórico Castro Alves (Cabaceiras do Paraguaçu).

Anúncios