Cortejo do Aniversariante agitou as ruas do Centro Histórico

“O aniversariante é Jesus Cristo!” – assim diziam os versos que entoaram o ‘Cortejo do Aniversariante’ nesta quinta (01/12) no Pelourinho. O evento, que abriu as comemorações do mês de nascimento de Cristo, começou por volta das 16h com saída do Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Matos, 45) e seguiu pelas ruas do Centro Histórico. Compondo as alas musicais estavam a Orquestra Museofônica e o Grupo Eterna Juventude, sob regência da entnomusicóloga Emilia Biancardi.

Realizado pelo terceiro ano consecutivo, o Cortejo integra as atividades realizadas pelos museus da Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (DIMUS/IPAC) localizados no Pelourinho: Museu Tempostal, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, Centro Cultural Solar Ferrão e Museu Abelardo Rodrigues. Fátima Santos, diretora da DIMUS, acompanhou e ressaltou a relevância da ação. “É uma atividade importante que marca a celebração do nascimento de Jesus e que promove a integração dos funcionários da DIMUS/IPAC com os  grupos culturais, pessoas que trabalham e moram na localidade, além da participação dos transeuntes”, disse.

Negra Jhô, ícone de influência da cultura soteropolitana, estava à frente do Cortejo juntamente com Emilia, e distribuiu presentes natalinos para algumas personalidades, como a diretora do Museu de Arte Moderna, Ana Liberato. Turistas e transeuntes paravam para fotografar, filmar, dançar e acompanhar a procissão festiva. “É o segundo ano que eu participo, com muito carinho, dessa atividade”, disse Maria da Conceição Mendes, integrante do Grupo Eterna Juventude. “A intenção do nosso grupo é passar alegria para a população”, conclui.

A museóloga Jorma Souza, integrante da Orquestra Museofônica, também falou sobre o porquê do Cortejo. “Essa atividade vem retomar a celebração do nascimento de Cristo, que às vezes fica esquecido no Natal, pois nessa época muitas pessoas se voltam mais para a questão do consumismo, de comprar presentes, e esquecem o sentido do espírito natalino”, ressalta.

E as comemorações de Natal dos Museus DIMUS não param por aí: o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica (Rui Frei Vicente, 03) recebe a exposição ‘Meu Pedacinho no Presépio’, com visitação gratuita até o início de janeiro. O presépio passou por um processo de montagem artesanal feito por participantes de escolas e instituições sociais de Salvador, através de oficinas ministradas pelo ceramista uruguaio Sergio Centurión. A abertura está prevista para o dia 14/12 (quarta).

A Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC) é uma unidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

 

 

Anúncios