Solar Ferrão recebe a 15ª Semana de Museus com exibição de filmes, oficina de arte e sorteios

solar_ferrao

Foto: Antonio Filho

O Centro Cultural Solar Ferrão recebe uma programação diversificada para a 15ª Semana Nacional de Museus. Localizado no Centro Histórico, o Solar promoverá atividades entre os dias 16 a 21/05 (terça a domingo). Na quarta (17/05) acontece a oficina ‘Brincando com Arte’, às 10h, voltada para crianças residentes do Pelourinho. Todos os dias, das 13h30 às 16h30, acontecem exibições de documentários relacionados ao universo das coleções museológicas expostas no museu. Paralelo às programações haverá sorteios de publicações diversas para os visitantes, que ainda vão poder conferir a exposição ‘Amém e Axé’.

Os estudantes da Escola Municipal Vivaldo da Costa Lima, no dia 17/05 (terça-feira) às 10h, vão estar ‘Brincando com Arte’, oficina que será instruída por Lalá Evangelista, como o apoio de Ayana Campos e Adriana Diogo (colaboradoras do Solar Ferrão). A atividade se propõe a estimular a criatividade dos participantes, bem como incentivar a reutilização através da manipulação de matérias recicláveis, como garrafas pet, latas e papelão, que resultarão na confecção de “porta-trecos”.

 oficina.jpgGraça Lobo, coordenadora do museu, destaca a importância da ação. “O Centro Cultural Solar Ferrão vem investindo numa política de inter-relação com a comunidade onde está inserido através da promoção de atividades socioeducativas implementadas por seu GT de Arte Educação. Nesta perspectiva e dentro da temática da 15ª Semana de Museus programamos uma oficina com estes estudantes assistidos pelo Programa Mais Educação cujo objetivo principal é ampliar tempos e espaços de aprendizagem, contribuindo para a formação integral dessas crianças e adolescentes”, ressalta.

Entres os dias 16 a 21/05 (de terça a domingo), vão acontecer exibições de documentários relacionados às temáticas das coleções expostas no Solar Ferrão. Os documentários a serem exibidos são ‘A História das Coisas’, ‘Do corpo à Caxirola’, ‘Nzinga, a Rainha de Angola’, ‘Percursos Patrimoniais’, ‘A Negação do Brasil’, além dos DVDs que acompanham a coleção ‘Cadernos do IPAC’. As sessões são abertas ao público e acontecem das 13h30 às 16h30.

AmémAxé_Fotos Helder Florentino (6)O público ainda participará de sorteios de exemplares avulsos de Cadernos do IPAC e das apostilas ‘Conversando sobre Patrimônio’. Os brindes serão sorteados para quem for ao museu, aos participantes da oficina e das sessões de filme. Os presentes também vão poder conferir a exposição ‘Amém e Axé’ com fotografias e esculturas retratando a religiosidade e o sincretismo, que fica em cartaz até o dia 28/05 (domingo).

 

Serviço: 15ª Semana de Museus
Local:
Centro Cultural Solar Ferrão
Endereço: Rua Gregório de Matos, 45, Pelourinho
Programação:

  • 16/05 a 21/05 (terça-feira a domingo) – Exibição de filmes das 13h30 às 16h30.
  • 17/05 (quarta-feira)– Oficina ‘Brincando com Arte’ às 10h às 14h, ministrada por Lalá Evangelista (voltada para estudantes da Escola Municipal Vivaldo da Costa Lima).

Contato: Telefone: (71) 3116-6743
Programação gratuita

15ª SEMANA DE MUSEUS – Temporada cultural coordenada pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) que acontece todo ano em comemoração ao Dia Internacional dos Museus (18 de maio). A 15ª Semana de Museus acontecerá de 15 a 21/05 nos diversos museus do Brasil. Com a temática “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”, a 15ª Semana de Museus mais de mil museus de todo o país, oferecendo ao público 3 mil atividades especiais como visitas mediadas, palestras e oficinas.

Acompanhe a programação dos museus do Estado no blog: https://dimusbahia.wordpress.com/.

CENTRO CULTURAL SOLAR FERRÃO

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o casarão construído entre o fim do século XVII e início do XVIII possui seis andares e abriga a Galeria Solar Ferrão, o Museu Abelardo Rodrigues e quatro coleções: a coleção de Arte Popular (ampliada pela arquiteta Lina Bo Bardi) que reúne peças representativas da cultura popular do Nordeste coletadas entre as décadas de 50 e 60; a Coleção de Arte Africana Claudio Masella, que mostra a riqueza estética e a diversidade da produção cultural africana do século XX; a Coleção de Instrumentos Musicais Walter Smetak, suíço que marcou a história da música brasileira, influenciando movimentos como a Tropicália; e a Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi, que mostra um acervo dividido em três módulos temáticos: Instrumentos Musicais do Mundo, Instrumentos Musicais Indígenas e Instrumentos Musicais Africanos e Afro-Brasileiros. O Solar Ferrão integra os espaços administrados pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

Anúncios