Museus do IPAC são beneficiados pelo Programa Primeiro Emprego

IPAC Primeiro Emprego (2)

Os aprovados no Programa Primeiro Emprego do Governo da Bahia estão chegando aos museus (www.ipac.ba.gov.br/museus) do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC). Hoje (21), pela manhã, egressos do programa assistiram palestra sobre os museus na sede da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM), no bairro de Amaralina, em Salvador. Amanhã, às 9h, eles estarão no Palácio da Aclamação – um dos espaços museais do IPAC –, no Campo Grande, para mais um encontro. “O evento recebe os contratados para que conheçam a iniciativa e os órgãos onde serão alocados para trabalhar”, diz Teresa Almeida, coordenadora Administrativa do Programa. Segundo ela, é sempre realizado um seminário de acolhimento, onde além das explicações da FLEM, são apresentados os órgãos e secretarias.

IPAC Primeiro Emprego (10)

Hoje (21) os egressos assistiram palestra e vídeo (goo.gl/Bp6Sn1) onde aparecem os acervos e edificações que abrigam os museus. Eles também terão capacitações dos museus que os recebem. “Como defendem os museólogos em todo o mundo, museu público não é apenas local para guarda de acervo, mas sim, um ativo centro artístico-cultural que dialoga com variadas linguagens e traz a população para se apropriar do seu espaço e suas atividades; e, para isso, necessitamos de mais colaboradores como esses do programa”, explica o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira.

PRIMEIRO EMPREGO O programa estadual Primeiro Emprego foi lançado pelo governador Rui Costa em novembro do ano passado (2016) visando atingir 9 mil vagas de emprego até 2018. A ação é um combate ao desemprego, insere a população e estudantes no mercado de trabalho, promove treinamento e educação. Os egressos têm salário mínimo, plano de saúde, vales transporte e alimentação, além de carteira de trabalho. “O IPAC se agrega agora ao Primeiro Emprego, trazendo melhorias para a gestão e o atendimento nos museus estaduais”, diz o diretor do IPAC.

O chefe de Gabinete do IPAC, André Reis, presente no seminário da FLEM, informa que durante o segundo semestre o IPAC receberá mais egressos. “Hoje, recebemos 20 egressos do programa, enquanto ontem (20), capacitamos mais 16 estagiários de nível superior e 30 de nível médio; a proposta é chegar a cerca de 130 egressos do Primeiro Emprego e 110 estagiários para atender IPAC”, ressalta. Os museus do IPAC têm distribuição extensa e complexa em Salvador já que ocupam imóveis centenários tombados como Patrimônio do Brasil e da Bahia, distribuídos em bairros da cidade. Museu de Arte Moderna (MAM), Palacete das Artes, Museu de Arte da Bahia (MAB) e Centro Cultural Solar Ferrão, são alguns deles. No interior, o Convento dos Humildes (Santo Amaro), Museu Wanderley (Candeias) e Parque Castro Alves (Cabaceiras).

POLÍTICA PÚBLICAO IPAC atua em 417 municípios baianos na política museal e na proteção ao patrimônio cultural. No início deste mês (junho/2017) o IPAC iniciou a 1ª Jornada Pedagógica nos Museus, em parceria com a Secretaria de Educação. O objetivo é aproximar os Museus/IPAC dos estudantes, professores, coordenadores, diretores e profissionais de escolas e faculdades, públicas e privadas. Para o secretário de Cultura, Jorge Portugal, que abriu a jornada, a ação possibilita ainda a conscientização e o senso de preservação nos estudantes. “Ao acessar os museus e seus acervos histórico-culturais, os alunos passam a entender e se identificar com esse patrimônio baiano, criando vinculação e trazendo o sentimento de pertencimento”, disse.

Desde maio de 2015 o IPAC lançou a campanha de mobilização #MusEuCurto que aumentou em 60% a frequência nos museus. Em setembro do mesmo ano, o governador Rui Costa reabriu o Passeio Público – museu à céu aberto – iniciando o Programa de Dinamização de Espaços e Museus do IPAC. Em outubro, em parceria com o Goethe Institut, o IPAC promoveu o seminário ‘O lugar do Museu’ com gestores, curadores, professores e especialistas locais, nacionais e internacionais. Conheça mais as ações museológicas do IPAC no blog https://dimusbahia.wordpress.com, no site www.ipac.ba.gov.br/museus, e nos facebooks Museus da Bahia, Palacete das Artes, Museu de Arte da Bahia, Museu de Arte Moderna da Bahia e Ipacba Patrimônio. Assista vídeo Museus/IPAC: https://goo.gl/whqPC8.

Anúncios