Cenas para documentário sobre o ‘Bar Quintal’ são gravadas no Palácio da Aclamação

Gravação documentário_Quintal (1).jpg

O Bar Quintal do Raso da Catarina, mais conhecido como ‘Bar Quintal’, será o tema do documentário do ator e cineasta Dody Só. O Quintal fica ao lado do Passeio Público, museu a céu aberto localizado no Campo Grande, e é um dos lugares mais marcantes para a cultura soteropolitana. Escolhido como um dos cenários do documentário, o Palácio da Aclamação recebeu a equipe de filmagem no dia 18 de julho (terça) para as gravações, que foram internas e também aéreas (com drone).

Criado no final da década de 70, o Bar Quintal se transformou em um dos mais destacados pontos de efervescência da cultura baiana, com a participação de artistas, jornalistas, advogados, professores e muitos outros militantes dos movimentos em defesa dos interesses culturais, políticos e sociais da Bahia. Toda essa sinergia cultural/política será retratada através das histórias contadas por artistas e personalidades que transitaram por lá, além do criador do Bar, Franco Barretto, o qual implementou novas ideias que influenciaram até na gastronomia local.

“O Palácio da Aclamação, faz parte do entorno que consiste muitas histórias vividas por nossos personagens”, relata o cineasta Dody Só. “Além do charme e beleza natural do local, a estrutura conservada da época, nos retoma a sensação de estar vivendo a mesma época em que ocorreram os fatos e acontecimentos. Ainda assim, o seu entorno, guarda várias memórias e lembranças vividas pelo nosso homenageado Franco Barretto, onde o mesmo tem da sua casa a vista magnífica do próprio Palácio e seus jardins”, complementa.

SOLAR OITOCENTISTA – “O Palácio da Aclamação é um dos mais significativos museus-casas de Salvador. Residência dos governadores da Bahia de 1912 até 1967, o solar oitocentista foi ampliado com projeto do arquiteto italiano Filinto Santoro. Abrigou visitantes ilustres, como a rainha Elizabeth II (1968), e se tornou museu em 1991”, explica a socióloga Eliene Diniz, do setor de pesquisa e documentação do palácio. Desde 2008, a Diretoria de Museus (Dimus) do IPAC está sediada no palácio.

Neste ano, o Aclamação foi sede de variados eventos com propostas artísticas e culturais, dentre eles a abertura da 15ª Semana Nacional de Museus com o lançamento da programação do Núcleo de Ópera da Bahia (NOP), o III Festival de Ilustração e Literatura Expandido, a Feira ‘Pedra Papel Tesouro’, a 1ª Jornada Pedagógica de Museus, a solenidade de doação do acervo de Roberto Santos (ex-governador da Bahia), ensaios fotográficos para o editorial de moda Bazar (do Jornal Correio) e cenário para gravações de ‘Édipo Rei’, peça francesa dirigida por Gilles Pastor que tem previsão de estreia no final de agosto em Lyon, na França.

O Palácio da Aclamação integra a Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Anúncios