Recital com tenor Carlos Eduardo Santos emociona público no Palácio da Aclamação

recital 28 de julho 2017_fotos Cristiano Cardoso

Foto: Cristiano Cardoso

O Salão Nobre do Palácio da Aclamação (Campo Grande) recebeu, na última sexta-feira (28/07), o recital “L’invitation au Voyage”. Com um repertório de músicas do gênero lied – expressão artística do Romantismo europeu – e intervenções poéticas, o evento foi ainda mais especial para o tenor Carlos Eduardo Santos, do Núcleo de Ópera da Bahia (NOP), solista, diretor e aniversariante da noite. Na plateia, família, amigos, colegas de trajetória musical e muitos admiradores vieram conferir a apresentação, repleta de muita emoção.

recital_28 de julho 2017_Raquel Cazoli (28)

Foto: Raquel Calzoli

“Quando a gente está próximo do aniversário, tem que tomar várias decisões; daí inventei de fazer o recital no mesmo dia para integrar os amigos e festejar com música. O palco é o lugar que eu sou mais feliz, então nada mais justo do que festejar o meu aniversário perto das pessoas que eu gosto, cantando nesse lugar sensacional que é o Palácio da Aclamação”, comemorou Carlos Eduardo.

Intercalando sarau poético encabeçado pelo ator Cassius Fabian com melodias cantadas pelos convidados Eneida Lima (soprano), Eddy Roots (tenor), Adermar Azevedo (barítono) e Michel Silva (baixo), poesias e composições de Franz Schubert, Robert Schumann, Johannes Brahms, Henri Duparc, Jules Massenet, Francis Poulenc, Alban Berg, Eric Satie foram executadas, juntamente com versos de Charles Baudelaire, precursor da tradição moderna em poesia.

recital_28 de julho 2017_Raquel Cazoli (37)

Foto: Raquel Calzoli

“A música toca o coração das pessoas, e por se tratar de um recital que uniu a linguagem lírica e teatral com muito amor, o evento festivo foi muito significativo para os convidados e para o tenor Carlos Eduardo Santos, já que se tratou do seu aniversário”, considerou Cassius. O espetáculo contou ainda com a participação de Hammurábi Ferreira e Gabriel Garcia Lorenzo (piano), Berta Pitanga e Louise Pitanga (flautas), Izabella Baldoíno (cello) e Leone Costa (violão).

“Eu achei maravilhoso. Uma iniciativa de grande coragem, visão e empreendimento dos estudantes da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Esse é um trabalho brilhante para a nossa alma com o canto lírico, com músicas francesas, alemãs e brasileiras, homenageando esses grandes compositores e grandes intérpretes de todas as épocas. Para mim é um motivo de fruição e deleite estar aqui hoje”, refletiu o maestro Jean Prado.

Carlos Eduardo cursa a graduação em Canto na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e é preparador vocal do Coral Ecumênico da Bahia. O tenor também faz parte da Arena Cia de Artes, o Coletivo Quatro e o NOP. O ingresso para o recital foi 1kg de alimento não perecível destinado para um grupo de Plataforma que mantém uma casa de recolhimento para pessoas de situação de rua.

Esta atividade faz parte do projeto de dinamização de espaços do IPAC. O Palácio da Aclamação, solar oitocentista, vem sendo sede de variados eventos com propostas artísticas e culturais neste ano, dentre eles a abertura da 15ª Semana Nacional de Museus com o lançamento da programação do NOP, o III Festival de Ilustração e Literatura Expandido, a ‘Feira Pedra Papel Tesouro’, a solenidade de doação do acervo de Roberto Santos (ex-governador da Bahia), além de ensaios fotográficos ou gravação de vídeos. O Palácio da Aclamação integra a Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC), unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

Anúncios