Últimos dias para conferir a exposição “Retalhos do Sertão” em cartaz na Galeria do Solar Ferrão

Card_Encerramento exposição Retalhos do Sertão

A exposição “Retalhos do Sertão” encerra seu período em exposição na Galeria do Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho) no sábado (15/06). Com visitação gratuita, a mostra pode ser visitada até sexta-feira das 10h às 17h e sábado das 13h às 17h. Eduardo Lima é um jovem talento que deixou a profissão de frentista para retratar de um jeito novo, através da técnica de óleo sobre tela, o sertão nordestino. É essa simplicidade do cotidiano do povo nordestino que o artista plástico leva para as 20 telas em exibição.

Mostra Retalhos do Sertão (3)

Artista plástico Eduardo Lima

Autodidata, com 20 anos de carreira, Eduardo Lima vem ocupando espaço com sua vocação de pintor; vem conquistando apreciadores da arte contemporânea brasileira e já realizou inúmeras exposições coletivas e individuais de sucesso, no Brasil e no exterior. Apaixonado por suas raízes nordestinas e pela arte, Eduardo logo percebeu que o que buscava para criar suas obras estava ao seu redor. Passou então a retratar o sertanejo do seu jeito peculiar de pintar com traços firmes e cores fortes.

Mostra Retalhos do Sertão (1)
“Nunca passei por uma escola de arte. Sou apaixonado pelas minhas raízes nordestinas; então passei a retratar o nordestino e o seu cotidiano simples. Eu queria que os personagens retratados por mim transmitissem timidez, como se estivessem envergonhados no momento de serem fotografados. Por isso eles nunca olham diretamente em nossos olhos. Sou apaixonado também pela arte brasileira, por isso é evidente encontrar traços e cores que remetem ao Tropicalismo”, explica o artista.

Mostra Retalhos do Sertão (5)
Nascido em 1977 na cidade de Capim Grosso, no interior da Bahia, aos 10 anos de idade Eduardo já tinha um grade apreço pela arte, desenhando a lápis grafite, esculpindo em argila e outros materiais. Seu primeiro contato com as tintas e os pincéis só aconteceu aos 23 anos de idade quando trabalhava como frentista em um posto de combustível. Eduardo usava os dias de folga para estudar arte e elaborar seus quadros com temas variados: florais, paisagens, natureza-morta etc.

O Solar Ferrão – Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o casarão construído entre o fim do século XVII e início do XVIII possui seis andares e abriga a Galeria Solar Ferrão, o Museu Abelardo Rodrigues e quatro coleções: a coleção de Arte Popular (ampliada pela arquiteta Lina Bo Bardi) que reúne peças representativas da cultura popular do Nordeste coletadas entre as décadas de 50 e 60; a Coleção de Arte Africana Claudio Masella, que mostra a riqueza estética e a diversidade da produção cultural africana do século XX; a Coleção de Instrumentos Musicais Walter Smetak, suíço que marcou a história da música brasileira, influenciando movimentos como a Tropicália; e a Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi. O Solar Ferrão integra os espaços administrados pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (DIMUS/IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). Visitação: terça a sexta, das 10h às 17h; sábado das 13h às 17h. Entrada: grátis. Endereço: Rua Gregório de Mattos, 45 – Pelourinho, Salvador (BA). Contato: (71) 3116- 6743.

SERVIÇO: Últimos dias da exposição “Retalhos do Sertão”
Data: até 15/06
Local: Centro Cultural Solar Ferrão
Endereço: Rua Gregório de Matos, 45, Pelourinho, Salvador
Tel.: (71) 3116- 6743

Anúncios
Publicado em 1

Homenagem Dimus a Santo Antônio

Card_Dia de Santo Antônio

Hoje (13/06), a Dimus/Ipac presta homenagens a Santo Antônio! No Museu do Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro/BA) será realizada uma missa (às 17h) em honra a Santo Antônio de Pádua, seguida da tradicional trezena com exposição da imagem do santo (do século XIX) que faz parte do acervo do museu. Outra imagem de Santo Antônio pode ser conferida na Coleção de Arte Popular em cartaz no Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho).
Publicado em 1

Dia dos Namorados -Uma homenagem Dimus Ipac

Card_Dia dos namorados

Uma homenagem Dimus/Ipac ao Dia dos Namorados! Destaque para uma das obras do artista plástico Eduardo Lima, em exibição na Galeria do Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho) até 15/6. Com visitação gratuita, a mostra “Retalhos do Sertão” pode ser visitada de terça a sexta-feira das 10h às 17h e sábado das 13h às 17h.

Publicado em 1

Aula de flauta doce no Museu do Recolhimento dos Humildes

Toda terça e quinta-feira acontece no Museu do Recolhimento dos Humildes (Santo Amaro) aulas de iniciação musical para ensino de partituras e oficina de flauta doce. As aulas fazem parte do Projeto Música no Recreio, do Complexo Brasileiro de Arte e Cultura (COBRAC). Confira como foi a aula realizada na terça-feira (4/06) com as semi-internas do Convento dos Humildes e alunos da escola municipal vizinha do museu. A coordenadora do museu, Paola Publio, informa ainda que está sendo realizada uma campanha para arrecadação de flautas. As doações podem ser entregues no próprio museu.

Publicado em 1

Lançamento da exposição Rota da Independência no Museu do Recolhimento dos Humildes

Depois de passar pela cidade de São Francisco do Conde, a exposição Rota da Independência chegou em Santo Amaro em 04/06. Confira como foi o lançamento da mostra sobre a Independência do Brasil na Bahia que fica até 15 de junho no Museu do Recolhimento dos Humildes. A exposição reúne 12 painéis com informações e fotos.

Em 05/06, os alunos da Escola Cooperativa Educacional de Santo Amaro (ECSA) visitou a exposição para conhecer um pouco sobre a história da Bahia.

Publicado em 1

Oficina de pintura em azulejo e mediação com alunos do ICEIA no Museu Udo Knoff

O Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica (Pelourinho) promoveu uma mediação e oficina de pintura em azulejo com estudantes do Curso de Artes Visuais do Instituto Central de Educação Isaías Alves (ICEIA), localizado no Barbalho. Os alunos visitaram o museu para conhecer o acervo e exposições que serviram de inspiração para as pinturas feitas nos azulejos.

.Fotos oficina e mediação Icéia 04.06 (12)

Confira um dos azulejos produzidos durante a mediação e oficina de pintura em azulejo com estudantes do Curso de Artes Visuais do Instituto Central de Educação Isaías Alves (ICEIA), localizado no Barbalho. Os alunos visitaram o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica (Pelourinho) para conhecer o acervo e exposições que serviram de inspiração para as pinturas feitas nos azulejos.

 

 

Publicado em 1

Oficina de Ecobag no Solar Ferrão

Confira como foi a oficina de estamparia em ecobags que aconteceu no Centro Cultural Solar Ferrão (Pelourinho) em 07/06. A atividade foi realizada com integrantes do Centro de Referência Estadual de Atenção à Saúde do Idoso (CREASI) .

Publicado em 1

Santo Amaro é o segundo ponto de parada para Rota da Independência

Rota da Independência (11)

Depois de passar pela cidade de São Francisco do Conde, a Rota da Independência chega em Santo Amaro com a exposição sobre a Independência do Brasil na Bahia e com a Biblioteca de Extensão (Bibex). A exposição (12 painéis com informações e fotos) fica do dia 4 ao dia 15 de junho no Museu do Recolhimento dos Humildes e a Bibex do dia 4 ao dia 6/6 na Praça Principal de Santo Amaro, com atividades voltadas para o público infantojuvenil.

A conquista pela independência baiana iniciou antes da brasileira, em 19 de fevereiro de 1822, e encerrou em 2 de julho de 1823. Ao contrário da pacífica proclamação às margens do Rio Ipiranga, em 7 de setembro de 1822, milhares de pessoas morreram em batalhas na terra e no mar para a conquista da emancipação da Bahia.
Rota da Independência (3)
“A Rota da Independência é importante para revisitar o nosso passado e nos trazer conhecimento para entendermos o hoje e o futuro. Além disso, esse projeto nos dá a oportunidade de refletir sobre a história do Brasil e da Bahia”, diz o diretor geral da FPC, Zulu Araújo. “A Rota nos leva a discutir sobre a singularidade que foi a Independência da Bahia e suas consequências”, acrescenta Zulu.

Sobre a Rota – A Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBA), através do Centro de Memória da Bahia (CMB), e em parceria com o Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), realiza a Rota da Independência visitando locais que marcaram aquele momento.
Rota da Independência (10)
A terceira parada acontece em Cachoeira, de 18 a 26 de junho, com a exposição sobre a Independência da Bahia e atuação da Bibex. Serão realizadas exposições, aulas, visitas e diversas programações nas cidades de Santo Amaro, Cachoeira, Caetité, Salvador, Itaparica, Maragogipe e Morro de São Paulo, lugares que aconteceram lutas na busca pela independência.

Confira aqui a programação e os locais

O Centro de Memória da Bahia (CMB), localizado na Avenida Sete de Setembro, tem como objetivo a difusão da história da Bahia, através da preservação e ordenação de arquivos privados e personalidades públicas, bem como a realização de exposições, seminários e cursos de formação gratuitos. O Memorial dos Governadores Republicanos da Bahia, localizado no Palácio Rio Branco, e a Casa de Cultura Afrânio Peixoto, em Lençóis, são espaços sob a supervisão da unidade. O CMB funciona de segunda a sexta das 8h30 às 17h30. Mais informações no link: http://www.fpc.ba.gov.br/. a grade está sujeita à alteração,

 

Serviço:
Revisitando a história da Bahia com a Rota da Independência

Quando: 04 a 15 de junho de 2019

Onde: Santo Amaro – Museu do Recolhimento dos Humildes e na Praça Principal

 

 

Núcleo de Comunicação – Ascom Dimus

Jornalista responsável: Yara Vasku (DRT-PR 2904)

(71) 3117-6445/ 99119-7746 / yaravasku.dimus@gmail.com 
Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia
Centro Cultural Solar Ferrão – 1º andar – Rua Gregório de Mattos, 45 – Pelourinho, Salvador (BA)

Acesse as redes sociais da DIMUS:

Blog: https://dimusbahia.wordpress.com

Facebook: @museusdabahia

Instagram: @museusdabahia  

Publicado em 1